Levada da Velha

  

Reza a lenda, que há muitos, muitos  anos havia uma velha senhora, abastada, lá para as bandas do Campanário que possuía muitas terras cultivadas.

Era grande a sua produção e para ela trabalhavam muitas pessoas. Contudo a velha tinha um problema: a escassez  da água para regar as  suas ricas terras.

Ora soube, a dita senhora, que numa freguesia não muito distante existia uma verdadeira riqueza de água, que pelas suas belas montanhas escorriam córregos e cascatas. Que das fendas das rochas mais íngremes brotavam nascentes de água fresca e cristalina.

Então, como a necessidade aguça o engenho, a velha resolveu empreender uma obra sem precedentes. Iria construir uma levada que  levasse  a água desde os lugares mais recônditos do Norte do Curral das Freiras, até às suas terras, no Campanário!

Segundo esta lenda, a rica senhora não conseguiu realizar o seu sonho. Uma vez pronta a levada, em vez de agradecer a Deus, apenas disse:


“Levada, minha levada/Levada que aqui me tens/Oh minha pipa de patacas/Oh meu quarto de vinténs”


E lá caiu a levada, como castigo, pela ingratidão da dona que não soube dar graças.

image33